quarta-feira, 14 de abril de 2010

Máscaras caídas


Sonhos e ilusões... Todos despedaçados. Escancarados como uma ferida. Sangrando. Segredos revelados. Máscaras caídas. O último ato chegou ao fim.

A verdade foi dita de uma maneira cruel. Impiedosa. Ficou inerte. Tentando acreditar naquelas palavras que penetravam ferozmente em sua cabeça.

Destruindo os seus sentimentos. Acabando com sua esperança. Deixando-a de coração partido. Num estado de cólera.

Amar. Gostar. Nada existiu. Tudo foi parte de uma grande encenação. E os momentos que passaram juntos? Apenas cenas que ele teve que interpretar.

Sentia uma revolta. Entregara-se a esse amor. Fizera de tudo por ele. Ultrapassara seus limites. Superara os obstáculos.

Questionava-o e a cada resposta ficava mais decepcionada. Quantas mentiras. Promessas falsas. Palavras sem valor. Impassível. Tratava-a com frieza. Sua indiferença matava-a aos poucos.

Era como se estivesse vivendo um pesadelo do qual não fosse acordar. Enganara-se completamente. Acreditara estar apaixonada. Mas tudo não passou de um erro. Apenas mais um erro...

E depois de todas essas revelações o que resta a fazer é esquecer. As marcas desse amor nunca sumiram. Porque amor é para sempre, mesmo que seja uma ilusão.

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário