sábado, 26 de junho de 2010

Janela


Da minha janela vejo os carros passando, as crianças brincando, as árvores florescendo, as pessoas andando, a vida seguindo seu curso normal de todos os dias. Uma paisagem de constantes mudanças.

Gosto de admirar o céu por volta da meia-noite, quando a cidade está dormindo, porque é no silêncio da madrugada que as coisas acontecem. Muitas vezes, perdida nos meus pensamentos, deparei-me com loucos solitários. Que caminhando sem destino, procuram uma forma de diminuir sua solidão.

Outras vezes, observei casais apaixonados, que aproveitando a escuridão noturna, declaravam seu amor. Mas como nem tudo é perfeito, também vi pessoas dormindo ao relento e algumas fazendo uso de entorpecentes. Uma triste realidade que cada vez é mais comum.

Enquanto uns dormem; outros trabalham. A economia não pode parar. Lutando por seus ideais, vão sobrevivendo nesse mundo capitalista. Na esperança de dias melhores. Contudo, esse dia chegará?

Com os olhos fechados, sinto a brisa tocar minha face. De repente, uma súbita alegria me faz sorrir. Transformando meu semblante e acalmando meu coração. Dando-me força para lutar por meus sonhos.

A madrugada avança e o dia está prestes a amanhecer. Já é hora de dormir.

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário