segunda-feira, 21 de maio de 2012

Pequenos conflitos



De repente tudo passa a fazer sentido e você se dá conta que não fez nada da vida. Quantos momentos perdeu por ter medo de ir em frente? Quantas vontades passou por ter medo de arriscar? Quantas oportunidades surgiram e não as agarrou? É, agora é tarde para voltar e recuperar o tempo perdido.

Muitas vezes deixamos de fazer algo por causa do medo. Mas que medo é esse que te impede de fazer coisas que serão boas para você? Será receio de dar errado ou simplesmente medo do novo? São questões que nos confundem. Que chegam a nos deixar em crise existencial.

Cada um tem as respostas... Cada um sabe o que é melhor para si... Mesmo sabendo disso, não consigo compreender essa passividade diante da vida. É uma frase clichê, mas verdadeira “a vida é curta para perdermos tempo”. O novo nem sempre é tão monstruoso como pensamos. Às vezes, é nele que está a nossa felicidade.

Que tal deixarmos o medo de lado e irmos rumo ao inesperado? Viver pelo prazer de viver e não sobreviver como mera obrigação.

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário