terça-feira, 14 de outubro de 2014

About some things


Eu desmoronei... senti meu coração sendo esmagado... meus olhos transbordarem... minha cabeça latejar... A dor me sufocava. Afundava em minha cama. Abafando os meus gritos. Eu estava sofrendo!

Eu não conseguia pensar. Eu não queria pensar. Eu queria apenas arrancar aquilo da minha mente. Pelo menos uma vez, eu queria ter um botão de liga/desliga na minha cabeça. Mas os pensamentos insistiam em estar ali.

Cada lágrima trazia consigo uma lembrança. Eram lembranças boas de um passado não tão distante. Que, entretanto, naquele momento, me torturavam. Quanto mais lembrava, mais chorava. Eu não conseguia controlar.

Enfim, era um mal necessário! Eu precisava passar por isso. Fazia parte do processo de aprendizado. Ali, absorta na dor, não enxergava o significado de tudo aquilo. Era mais fácil acreditar no fim do que no começo de algo maior.

A tristeza tem dessas coisas. Cega-nos. Deixa-nos vulneráveis. Fazendo-nos acreditar no que é menos doloroso, mas que nem sempre é verdadeiro. Porém, nesse momento, era o que eu mais queria. E assim, acreditando que era tudo culpa minha, adormeci.

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário