domingo, 31 de maio de 2015

Just a dream


Ao abraçá-lo, senti os meus medos caírem por terra. Como se naquele momento toda a minha dor se dissipasse. Mas a minha mente relutava em acreditar que fosse verdade. Eu apenas não queria partir. O abraço encerrava-se. Nossas mãos iam, aos poucos, se soltando. Nossos olhares se encontraram. Algumas palavras de despedidas eram ditas quando, de repente, ele me puxou e me beijou. Nesse instante, foi como se o mundo parasse. Estava absorta naquela sensação. Aproveitando cada segundo antes que aquele beijo acabasse e fosse hora de voltar à realidade. [...]

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário