sábado, 9 de janeiro de 2016

Rótulos


Viver não é fácil, mas também não precisa ser um fardo. A vida seria tão mais simples se não a complicássemos com coisas fúteis. Perdemos tanto tempo pensando no que fazer, no que é certo ou errado que deixamos de aproveitar o que ela realmente tem a nos oferecer. Não bastasse isso, ainda temos a exacerbada necessidade de rotular tudo. Como se não fosse possível sentir se não tivesse um nome.

Nem sempre as situações precisam ser nomeadas para que tenham sentido. Muitas vezes elas têm que ser vivenciadas em nosso âmago. Os sentimentos são substantivos abstratos e como tal não tem uma explicação racional. Então, por que raios, insistimos em classificá-los? Talvez façamos isso na expectativa de controlá-los. Ou seria medo de nos deixar ser controlados? Sinceramente, eu não sei.

É claro que a culpa de sermos assim não é nossa. A sociedade em que estamos inseridos nos leva a agir desse modo. Mas é nossa responsabilidade ser diferente. Assim, antes de reclamar da vida, pense na forma como está agindo. Quantas situações desagradáveis seriam evitadas se parássemos com isso?

Viva sem expectativas. Sinta sem rótulos!

Srta. Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário